FANDOM


Eu acredito na segurança das Muralhas... E do rei... Nossas ações não foram mal direcionadas... Ou então eu pensei... Mas... Então isso é o quanto dói... Basta me torturar A morte... É tudo... Eu sempre fiz com que minha vida manchada de sangue.
— Djel refletindo sobre sua vida.

Djel Sannes é um membro da Brigada de Polícia Militar e parte do Primeiro Esquadrão Interior.

Aparência

Djel tem os cabelos curtos e escuros; e olhos brilhantes. Ele geralmente é visto vestindo o uniforme da Polícia Militar, calça preta e sapatos brancos quando ele é torturado por Hanji e Levi .

Personalidade

Djel é um indivíduo que tem um forte senso de lealdade ao rei e manter a segurança dos Muros, a ponto de aderir ao assassinato e tortura de outros, independentemente de quem eles sejam para manter a paz. Como a maioria da polícia militar, ele olha com desprezo para aqueles do Corpo de Investigação, considerando-os como lacaios que apenas desperdiçam os impostos utilizados para financiá-los, ao contrário de soldados úteis, como ele mesmo. No entanto, ele demonstrou um certo grau de descuido e não tomou muita cautela ao descartar pessoas vistas como ameaças, como foi visto quando ele revelou estar ciente do status do Pastor Nick na Igreja dos Muros e como seus objetos de valor seriam um motivo para roubo e assassinato sendo que a identidade do reverendo foi ocultada como um artesão sem uma única bagagem, Djel também deixou sinais de tortura no corpo de Nick e evidência de hematomas em seus dedos.

Apesar disso, mesmo quando mantido em cativeiro e torturado, recusou-se a contar aos seus sequestradores se tinham conhecimento sobre a Família Reiss, acreditando que, mesmo morrendo, os seus camaradas continuariam a tarefa de proteger o seu grande rei e derrubar a Tropa de Exploração sem ele.  Ele acredita que a humanidade foi capaz de chegar até ali em paz e sem guerra devido aos esforços e sacrifícios do primeiro esquadrão da Polícia Militar, que rapidamente assassinaram essas ameaças, e como as pessoas deveriam ser gratas a suas ações. Djel mostrou um grau de crueldade, admitindo que ele gostava de infligir dor sobre os desamparados, sentindo-se justificado de suas ações, uma vez que ele estava fazendo isso para o bem maior e com o pensamento de que ele estava fazendo isso com justiça e moralidade. Mas é revelado mais tarde que Djel tem sentimentos de culpa e arrependimento por suas próprias ações do passado com Levi e Hanji a torturá-lo, gritando para eles que eles deveriam se divertir e continuar a machucá-lo sem se segurar, finalmente chegando a perceber quanta dor infligiu aos outros durante sua vida, pedindo para ser torturado até a morte como compensação.

História

Arco da Rebelião

Junto com seu parceiro , Sannes investiga o assassinato do Pastor Nick . Eles negam a entrada de Hanji Zoe na sala, alegando que ela interferirá com a cena do crime e guarda a porta do Pastor. Djel afirma que todos os pertences dentro de seu quarto foram roubados e que o assassinato foi provavelmente um roubo e incidentes como esses têm acontecido com freqüência.

Como Hanji torna-se demasiada insistente, Djel agarra fortemente a frente de seu casaco para inspecionar de qual esquadrão eles vieram. Ele é retido por Moblit , que corretamente introduz Hanji e ele mesmo. Percebendo que ambos os soldados são do Corpo de Investigação, Djel se torna hostil e os insulta.No entanto, Hanji e Moblit não respondem e em vez disso expressam seu choque ao encontrar um soldado do Primeiro Esquadrão do Interior, onde não têm jurisdição. Djel explica-lhes que esta área era muito importante e ele foi postado lá porque não havia bastante soldados a disposição. Ao ouvir Hanji se perguntando sobre Nick, Djel afirma que este tipo de crime não é raro considerando o status da vítima. Hanji finge ser surpreendida e mente sobre Nick, mas Djel secamente a interrompe. Ela pede desculpas, confia a investigação aos dois homens e pede-lhes para transmitir uma mensagem aos culpados antes de sair. Djel Sannes e Ralph são vistos mais tarde sendo conduzidos, em uma carruagem, para o local onde Eren e Historia estão sendo mantidos por Dimo Reeves sem saber que ele tinha informações enganosas e foi traído. De acordo com o plano, o cavalo desliza e o carro juntamente com Djel Sannes e seu parceiro caem em uma ribanceira. É mostrado que Hanji e Levi pegaram Djel e Ralph antes de caírem e morrerem e trouxeram seus corpos inconscientes de volta ao seu esconderijo. Ele acorda amarrado a uma cadeira em um quarto com Hanji e Levi, com uma bandeja de equipamento cirúrgico na frente dele.

Hanji começa a torturar Djel, tirando todas as suas unhas em retaliação ao que ele tinha feito a Nick. Djel protesta com dor e pergunta por que foi torturado sem ser interrogado. Disseram-lhe que a tortura verdadeira não começaria até que todas suas unhas foram removidas, com Hanji quebrando um dedo no processo. Levi começa a socar Djel na cara considerando que eles tinham feito tudo isso com Nick, quebrando o nariz e fazendo com que seu olho direito ficasse inchado. Hanji, em seguida, mostra ao cativo todas as suas unhas arrancadas e pede desculpas por não ser tão hábil como ele. Djel responde dizendo que a tortura e o assassinato que ele fez ou testemunhou eram necessários para manter a paz dentro dos Muros, tomando os exemplos do pai de Erwin e da mãe de Historia. Ele grita para eles serem gratos pelo que a PM fez pela humanidade, apenas para receber uma resposta maçante e sarcástica de Hanjie. Djel expressa como ele desejou que o Corpo de Investigação tivesse sido eliminado mais cedo e como eles eram as maiores pragas ameaçando sua paz.

Levi começa a tortura-lo novamente torcendo o nariz e perguntando a Djel sobre a família Reiss. Demorando demais para responder, Hanji puxa um dos dentes de Djel como punição. Com lágrimas nos olhos, Djel diz que nunca viu pessoas que tomam tanto prazer em infligir dor a outras pessoas antes de gritar para eles se divertirem torturando-o já que amam tanto a violência assim. Ele alega que fez o mesmo, dizendo-lhes para continuar se divertindo às suas custas e que eles não tinham necessidade de se conter, uma vez que o que estavam fazendo era apenas perguntar a Hanji se eles se sentiam incríveis, já que eles podem pensar em si mesmos fazendo algo grande. Djel diz a Hanji e Levi que eles são monstros, que Titãs tinham olhares mais adoráveis comparado a eles, mas eles não assustá-lo. Ele tem o rei que ele está protegido todos esses anos com seus companheiros e fala sobre como ele acredita neles, Antes de quebrar em lágrimas pedindo-lhes apenas torturá-lo à morte como ele começa a duvidar se suas ações do passado foram realmente para o bem maior.

Hanji e Levi saem do quarto para fazer uma pausa e Djel solta a bexiga. Ele percebe que este é o fim para ele, mas confia que seus companheiros iria encontrar uma maneira de resolver isso. Ele então ouve a voz de Ralph de fora da porta. Temendo que Hanji e Levi fossem torturá-lo também, ele descobre que Ralph contou tudo e não se importa com Djel, o que o incomoda.

Depois de terminar com Ralph, Hanji e Levi voltar para Djel. Ele eventualmente ele cede e revela que a família Reiss é realmente a família real real. É posto mais tarde na mesma cela que Ralph onde tenta estrangulá-lo por trair o rei sem hesitação, mas é parado por Hanji que lhe diz que Ralph não revelou nenhuma informação mas foi usado preferivelmente como meios para Djel revelar tudo. Isso faz com que Djel chame Hanji e os outros demônios, com Hanji respondendo que Nick certamente pensou o mesmo de seus assassinos e grita a Djel para se culpar por seu estado atual. Um Djel chorando deseja a Hanji boa sorte, mas também afirma que um dia, haverá alguém para assumir o seu papel novamente.

Depois que Rod Reiss é finalmente derrotado e Historia é coroado como a rainha, Djel é visto dentro de uma prisão. Suas feridas sararam e ele tem um olhar relaxado em seu rosto.

Relacionamentos

  • Ralph - companheiro de Djel e amigo, o par foi quase sempre visto juntos e parecia ser próximos. Quando Djel foi capturado, ele confiava em que Ralph e seus companheiros continuariam com suas tarefas e derrubariam o Corpo de Investigação após sua morte, mostrando preocupação e medo por seu amigo quando descobriu que ele havia sido capturado também. Djel estava muito chateado ao ouvir seu companheiro, insultando-o abertamente sobre ser uma dor, não se importando com sua condição ferida e pedindo que ele fosse morto, sem nunca perceber que não eram possivelmente os verdadeiros sentimentos de Ralph, já que eles estava sendo forçado a ler um roteiro. Ao encontrá-lo novamente, Djel tenta sufocar Ralph, no entanto, ele logo descobre que Ralph foi obrigado a ler um script e foi apenas Djel que revelou todos os segredos para o Corpo de Investigação.
  • Kenny Ackerman - Apesar do fato de estarem muito perto do rei, a única interação vista entre eles foi durante o seu primeiro encontro, durante um discurso dado por Uri Reiss à Igreja dos Muros. Kenny se desculpou sarcasticamente com Sannes pelos membros da Polícia Militar que ele assassinou no passado, embora Sannes não parecesse guardar rancor contra ele; e até mesmo admirado o fato de que Uri fez dele seu guarda-costas, apesar disso. Kenny notou a paixão de Sannes com o rei, e Sannes também observou que Kenny também estava muito ligado a ele. Kenny se lembrou de Sannes durante seus últimos momentos, quando pensou nele e sua devoção pelo rei como uma das razões pelas quais as pessoas vivem.

Referências

  1. ↑ 1.0 1.1 Attack on Titan ANSWERS (p. 154)
  2. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 29)
  3. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 14 & 15)
  4. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 17-21)
  5. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 40)
  6. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 31)
  7. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 35)
  8. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 35-37)
  9. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 10-11)
  10. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 12-13)
  11. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 15-16)
  12. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 17)
  13. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 52 (p. 19-21)
  14. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 54 (p. 35)
  15. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 54 (p. 36)
  16. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 54 (p. 37)
  17. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 54 (p. 39)
  18. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 22)
  19. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 27)
  20. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 28 & 29)
  21. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 30-32)
  22. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 33 & 34)
  23. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 34 & 35)
  24. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 36 & 37)
  25. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 38-40)
  26. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 41 & 42)
  27. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 45)
  28. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 56 (p. 3-7)
  29. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 70 (p. 8)
  30. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 55 (p. 42-43)
  31. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 56 (p. 3-5)
  32. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 69 (p. 15-16)
  33. ↑ Attack on Titan manga: Chapter 69 (p. 35)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória